A MASSAGEM

   O sentido do tato é uma forma de comunicação intensa e tocar deve ser uma
relação natural entre as pessoas. O ato de tocar-se é instintivo do ser humano. O
ato de fazer massagens, idem. Quando você se machuca, instintivamente
massageia o local, buscando aliviar a dor.

 

    Fisiologicamente, massagear o local dolorido melhora a circulação e conseqüente
oxigenação; além de aquecer a área afetada. Todos esses efeitos resultam no alívio
da dor.
   Existem vários tipos de massagem, com as mais variadas finalidades: relaxamento,
estimulação, correção postural e aprimoramento da sexualidade são algumas delas.

 

   Mas a maioria das massagens tem como premissa promover a saúde do
massageado e podem ser aplicadas nas mais diversas áreas da medicina: problemas
oncológicos, respiratórios, digestivos e de reumatologia são alguns deles. Nesses casos, as massagens devem ser aplicadas por profissionais de fisioterapia.


   A fisioterapia utiliza a massagem como instrumento diagnóstico e terapêutico. Esse
profissional sabe que o toque seja ele profundo ou sutil, proporciona efeitos locais
e gerais no organismo humano. Tanto efeitos físicos quanto psicológicos, explica a
fisioterapeuta Simone Lima.


   Mas o privilégio de receber uma massagem não precisa ser usufruído
necessariamente numa clínica ou nas mãos de um profissional. Se, findo o dia cheio
no trabalho, você está sedento por uma boa massagem para aliviar as tensões, você
pode ser massageado por mãos de um leigo.


 "Como o toque é um ato instintivo, a massagem para aliviar tensões pode ser
aplicada por qualquer pessoa, desde que com cuidado", explica a fisioterapeuta
Simone Lima. Em casos de massagens relaxantes, devem-se estimular os músculos
do ombro (trapézio) para liberar as toxinas e, em conseqüência, aliviar as tensões.

 

© 2023 por SPA da Saúde.  Orgulhosamente criado com Wix.com

  • Grey Facebook Icon
  • Grey Google+ Icon
  • Grey Twitter Icon
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now